A CAMPANHA

O que é a Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições 2020

A campanha tem como objetivo principal inserir os modos de mobilidade sustentável nos programas de governo e mandatos das candidaturas às prefeituras e câmaras de vereadores nas eleições de 2020. 

Para isso, uma coordenação nacional oferecerá auxílio a organizações sociais que atuam nessa pauta nos municípios para: elaborarem e entregarem propostas às candidaturas, se comunicarem com a sociedade e sensibilizarem o eleitorado. Essa iniciativa é baseada em experiências exitosas similares realizadas em eleições anteriores.

Os modos de mobilidade sustentáveis dos pontos de vista econômico, social e ambiental são: a pé, bicicleta e o transporte público coletivo.

A Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições 2020 foi lançada em 11 de agosto de 2020 e se encerrará, com o seu Relatório Final, em 28 de fevereiro de 2021.

 


 

Objetivos da campanha

  • Incluir a mobilidade sustentável no debate político eleitoral.
  • Relacionar a mobilidade sustentável com as demais pautas de transformação social.
  • Contribuir para que a sociedade brasileira alcance os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS e cumpra a Nova Agenda Urbana.
  • Criar um ambiente favorável para ampliar a inclusão da mobilidade sustentável nas políticas públicas e nas legislações pelos poderes executivo e legislativo municipais, objetivando a formação de políticas de Estado (articuladas e duradouras) em substituição às políticas de governo ou de mandato.
  • Qualificar o conhecimento da sociedade em geral sobre a mobilidade sustentável e sensibilizar os eleitores para apoiarem candidaturas comprometidas com a mobilidade urbana de baixas emissões
  • Contribuir para o fortalecimento das organizações da sociedade civil que defendem a mobilidade sustentável nas cidades brasileiras, para o seu reconhecimento local e para a atuação em rede, nas escalas estadual e nacional.
  • Reivindicar espaços seguros para as pessoas se deslocarem a pé e de bicicleta,  como já está sendo feito em várias cidades do mundo para enfrentar a pandemia, com foco em ações de segurança viária.
  • Reivindicar um transporte público coletivo de qualidade, com ampla cobertura, que preze pela modicidade da tarifa e que seja compreendido como forma de garantir acesso a outros direitos como saúde, educação, etc.

 


 

Atribuições e responsabilidade das organizações envolvidas na campanha

O desenvolvimento da Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições não importa em nenhuma forma de vínculo ou obrigação recíproca. Assim, nem a Coordenação Nacional (CN) nem as Organizações Locais (OLs), que desenvolverão a Campanha em suas cidades, serão responsabilizados por resultados inesperados ou por atos indevidos da outra parte.

 


 

Atribuições da Coordenação Nacional (CN)
  • Prestar os  seguintes serviços para as Organizações Locais:
    • Criar e manter atualizado o sítio eletrônico com informações, orientações e recomendações para as OLs participantes – a Coordenação Nacional aceita sugestões de aprimoramento desta ferramenta.
    • Disponibilizar um Grupo de Comunicação na plataforma Google Groups para o diálogo com as OLs e para o intercâmbio de experiências das OLs entre si.
    • Fornecer orientações técnicas contendo metodologia e informações para o desenvolvimento da Campanha.
    • Fornecer os seguintes materiais de apoio para uso e adaptação livre: modelos de artes para as redes sociais, modelos de releases para a imprensa, modelos de ofícios para comunicação com outras instituições, modelo de propostas para os candidatos, banco de dados de experiências anteriores e materiais de suporte adicionais.
    • Prestar orientação e assessoria personalizada, na medida do possível, respondendo dúvidas e demandas das OLs inscritas.
  • Elaborar e publicar o Relatório Final da Campanha

 


 

Atribuições das Organizações Locais (OLs)
  • Desenvolver a Campanha em suas cidades, realizando as atividades que tiverem capacidade, sejam elas de elaboração própria ou recomendadas pela CN.
  • Utilizar a logomarca da Campanha em todas as peças de comunicação social e em suas ferramentas eletrônicas.
  • Impedir que a logomarca da Campanha e das organizações componentes da CN sejam utilizadas por candidatos, partidos políticos ou outras organizações envolvidas nas eleições.
  • Agir com transparência e imparcialidade em relação a todas as candidaturas, comunicando-se com todas e sem privilegiar nenhuma delas. 
  • Abster-se de apoiar, como instituição, qualquer candidatura ou partido político durante as eleições. Assegurar-se de que estejam afastados ou licenciados quaisquer diretores e/ou membros envolvidos com a realização da Campanha que sejam candidatos, estejam participando diretamente da campanha de candidatos ou sejam participantes de comitês eleitorais.
  • Fornecer, ao final da Campanha, um Relatório Simplificado de Atividades  em formulário fornecido pela CN visando a sistematização da Campanha nacional, a avaliação dos seus resultados gerais e o seu aprimoramento para replicações futuras.

 


Quem faz a coordenação nacional da Campanha

O que é a Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições 2020

A campanha tem como objetivo principal inserir os modos de mobilidade sustentável nos programas de governo e mandatos das candidaturas às prefeituras e câmaras de vereadores nas eleições de 2020. 

Para isso, uma coordenação nacional oferecerá auxílio a organizações sociais que atuam nessa pauta nos municípios para: elaborarem e entregarem propostas às candidaturas, se comunicarem com a sociedade e sensibilizarem o eleitorado. Essa iniciativa é baseada em experiências exitosas similares realizadas em eleições anteriores.

Os modos de mobilidade sustentáveis dos pontos de vista econômico, social e ambiental são: a pé, bicicleta e o transporte público coletivo.

A Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições 2020 foi lançada em 11 de agosto de 2020 e se encerrará, com o seu Relatório Final, em 28 de fevereiro de 2021.

 


 

Objetivos da campanha

  • Incluir a mobilidade sustentável no debate político eleitoral.
  • Relacionar a mobilidade sustentável com as demais pautas de transformação social.
  • Contribuir para que a sociedade brasileira alcance os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS e cumpra a Nova Agenda Urbana.
  • Criar um ambiente favorável para ampliar a inclusão da mobilidade sustentável nas políticas públicas e nas legislações pelos poderes executivo e legislativo municipais, objetivando a formação de políticas de Estado (articuladas e duradouras) em substituição às políticas de governo ou de mandato.
  • Qualificar o conhecimento da sociedade em geral sobre a mobilidade sustentável e sensibilizar os eleitores para apoiarem candidaturas comprometidas com a mobilidade urbana de baixas emissões
  • Contribuir para o fortalecimento das organizações da sociedade civil que defendem a mobilidade sustentável nas cidades brasileiras, para o seu reconhecimento local e para a atuação em rede, nas escalas estadual e nacional.
  • Reivindicar espaços seguros para as pessoas se deslocarem a pé e de bicicleta,  como já está sendo feito em várias cidades do mundo para enfrentar a pandemia, com foco em ações de segurança viária.
  • Reivindicar um transporte público coletivo de qualidade, com ampla cobertura, que preze pela modicidade da tarifa e que seja compreendido como forma de garantir acesso a outros direitos como saúde, educação, etc.

 


 

Atribuições e responsabilidade das organizações envolvidas na campanha

O desenvolvimento da Campanha Mobilidade Sustentável nas Eleições não importa em nenhuma forma de vínculo ou obrigação recíproca. Assim, nem a Coordenação Nacional (CN) nem as Organizações Locais (OLs), que desenvolverão a Campanha em suas cidades, serão responsabilizados por resultados inesperados ou por atos indevidos da outra parte.

 


 

Atribuições da Coordenação Nacional (CN)
  • Prestar os  seguintes serviços para as Organizações Locais:
    • Criar e manter atualizado o sítio eletrônico com informações, orientações e recomendações para as OLs participantes – a Coordenação Nacional aceita sugestões de aprimoramento desta ferramenta.
    • Disponibilizar um Grupo de Comunicação na plataforma Google Groups para o diálogo com as OLs e para o intercâmbio de experiências das OLs entre si.
    • Fornecer orientações técnicas contendo metodologia e informações para o desenvolvimento da Campanha.
    • Fornecer os seguintes materiais de apoio para uso e adaptação livre: modelos de artes para as redes sociais, modelos de releases para a imprensa, modelos de ofícios para comunicação com outras instituições, modelo de propostas para os candidatos, banco de dados de experiências anteriores e materiais de suporte adicionais.
    • Prestar orientação e assessoria personalizada, na medida do possível, respondendo dúvidas e demandas das OLs inscritas.
  • Elaborar e publicar o Relatório Final da Campanha

 


 

Atribuições das Organizações Locais (OLs)
  • Desenvolver a Campanha em suas cidades, realizando as atividades que tiverem capacidade, sejam elas de elaboração própria ou recomendadas pela CN.
  • Utilizar a logomarca da Campanha em todas as peças de comunicação social e em suas ferramentas eletrônicas.
  • Impedir que a logomarca da Campanha e das organizações componentes da CN sejam utilizadas por candidatos, partidos políticos ou outras organizações envolvidas nas eleições.
  • Agir com transparência e imparcialidade em relação a todas as candidaturas, comunicando-se com todas e sem privilegiar nenhuma delas. 
  • Abster-se de apoiar, como instituição, qualquer candidatura ou partido político durante as eleições. Assegurar-se de que estejam afastados ou licenciados quaisquer diretores e/ou membros envolvidos com a realização da Campanha que sejam candidatos, estejam participando diretamente da campanha de candidatos ou sejam participantes de comitês eleitorais.
  • Fornecer, ao final da Campanha, um Relatório Simplificado de Atividades  em formulário fornecido pela CN visando a sistematização da Campanha nacional, a avaliação dos seus resultados gerais e o seu aprimoramento para replicações futuras.

 


Quem faz a coordenação nacional da Campanha

Cidadeapé – Associação pela
Mobilidade a Pé em São Paulo

Sediada em São Paulo (SP), é uma organização da sociedade civil dedicada a contribuir para uma cidade mais humana, segura e acessível para todos os que se deslocam por ela – em especial quando usam seus próprios pés, ou cadeira de rodas, para se locomover.

Idec – Instituto Brasileiro de
Defesa do Consumidor

O Idec é uma associação de consumidore(a)s sem fins lucrativos, independente de empresas, partidos ou governos. Fundada em 1987, sua missão é orientar, conscientizar, defender a ética na relação de consumo e, sobretudo, lutar pelos direitos de consumidore(a)s-cidadão(ã)s, que também são usuário(a)s do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana.

Como Anda

Como Anda é o ponto de encontro de organizações que promovem mobilidade a pé no Brasil, fruto de uma parceria entre as organizações Cidade Ativa e Corrida Amiga, com o objetivo de criar um ambiente fértil para o empoderamento desses grupos, disponibilizando dados e disseminando informações sobre iniciativas e projetos.

UCB – União de Ciclistas do Brasil

A UCB é uma organização federativa que congrega organizações da sociedade civil, ciclistas e empresas com o objetivo de promover o uso da bicicleta como meio de mobilidade, esporte e lazer no Brasil.

___________________________________________________________

Quem apoia a Campanha

Cidadeapé – Associação pela Mobilidade a Pé em São Paulo

Sediada em São Paulo (SP), é uma organização da sociedade civil dedicada a contribuir para uma cidade mais humana, segura e acessível para todos os que se deslocam por ela – em especial quando usam seus próprios pés, ou cadeira de rodas, para se locomover.

Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

O Idec é uma associação de consumidore(a)s sem fins lucrativos, independente de empresas, partidos ou governos. Fundada em 1987, sua missão é orientar, conscientizar, defender a ética na relação de consumo e, sobretudo, lutar pelos direitos de consumidore(a)s-cidadão(ã)s, que também são usuário(a)s do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana.

Como Anda

Como Anda é o ponto de encontro de organizações que promovem mobilidade a pé no Brasil, fruto de uma parceria entre as organizações Cidade Ativa e Corrida Amiga, com o objetivo de criar um ambiente fértil para o empoderamento desses grupos, disponibilizando dados e disseminando informações sobre iniciativas e projetos.

UCB – União de Ciclistas do Brasil

A UCB é uma organização federativa que congrega organizações da sociedade civil, ciclistas e empresas com o objetivo de promover o uso da bicicleta como meio de mobilidade, esporte e lazer no Brasil.